CRM 36322
ginecologia e obstetrícia
imunologia da reprodução
medicina fetal

imunologia da reprodução

O Programa de Imunologia da Reprodução foi estabelecido pelo Dr. Alan E. Beer, na Finch University of Health Sciences, Chicago Medical School, em 1987. Reconhecido internacionalmente como médico e cientista, Dr. Beer se especializou no tratamento de infertilidade, falhas de implantação e perdas gestacionais recorrentes. Dr. Beer faleceu precocemente em maio de 2006, mas seu programa se mantém ativo por meio das atividades desenvolvidas por novos colaboradores.

 

Seu trabalho pode ser apreciado no site www.repro-med.net.

Dr. Beer esteve no Brasil em junho de 1998, na época em que comemoramos os primeiros 100 bebês nascidos com a tecnologia que ele havia desenvolvido. Ele sempre se orgulhou do resultado que seus discípulos alcançaram com suas pesquisas em vários lugares do mundo. Aquela oportunidade, no Brasil, foi um marco na memória das pessoas que puderam realizar seus sonhos e também para o Dr. Beer, que ficou muito emocionado com o encontro.

Dr. Ricardo Barini, Fellow Reproductive Medicine Clinics, Microbiology and Immunology Department, FUHS/The Chicago Medical School, fez especialização em Imunologia da Reprodução com Dr. Alan Beer entre 1991 e 1992. Introduziu, em 1993, o Tratamento Imunológico para Aborto Recorrente na Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), Departamento de Tocoginecologia, Faculdade de Ciências Médicas, onde é Professor Doutor na Disciplina de Obstetrícia. Mantém intensa atividade na assistência e investigação junto às pacientes com aborto recorrente, tanto na universidade como em sua clínica particular. Desde o início do seu trabalho, mais de 450 mulheres já se tornaram mães e mais de 650 casais receberam orientação diagnóstica e terapêutica.

Você precisa parar de escutar:

"Você foi infeliz desta vez, tente novamente"
"É a vontade de Deus, você pode sempre adotar"
"Era para ser assim"
"O bebê era anormal"
"O corpo sabe quando um bebê deve ser rejeitado"
"Na próxima vez usaremos mais progesterona"
"Se você aborta frequentemente tentaremos FIVETE"
"Na próxima vez tentaremos ovodoação, seus ovos estão muito velhos"
"Na próxima vez tentaremos aspirina e heparina"
"Na próxima vez tentaremos imunoglobulina humana intravenosa"

Categorias de Problemas Imunológicos:

Há cinco categorias de problemas imunológicos que podem causar aborto, falhas em reprodução assistida e infertilidade. Para maiores detalhes leia o texto Programa de Imunologia da Reprodução.

Categoria I
Casais compatíveis o HLA-DQ alfa. Isto resulta na falta de produção de anticorpos bloqueadores para a gravidez a evolução é o aborto. O tratamento para esta categoria é a Terapia com Imunização de Linfócitos (LIT).

Categoria II
Anticorpos antifosfolipídicos. Estas são moléculas de adesão para a implantação e desenvolvimento da placenta. O tratamento para este problema é uso da aspirina infantil (81 a 100 mg por dia) começando no primeiro dia do ciclo concepcional e Heparina por injeção subcutânea na segunda metade do ciclo menstrual, aumentando a dose a partir do diagnóstico de gravidez, até um dia antes do parto.

Categoria III
Estas pacientes desenvolveram anticorpos contra o DNA ou produtos de degradação do DNA e isto se reflete na produção de um resultado de exame positivo para o Fator Anti-Núcleo (FAN). Geralmente o resultado tem padrão fragmentado. Nós também sugerimos para que estas mulheres sejam investigadas para DNA de dupla hélice, hélice simples, polinucleotídeos e histonas. O tratamento para esta condição é uma medicação chamada Prednisona, que é um esteróide. Deve ser iniciado no primeiro dia do ciclo concepcional na dose de 5mg duas vezes por dia e aumentado para 10 mg duas vezes ao dia com o resultado de um teste de gravidez positivo, mantendo-se a dose até a décima semana de gravidez.

Categoria IV
Este grupo de pacientes produz anticorpos antiespermáticos ou contra o fosfolípide fosfatidiletanolamina. Esta mulheres necessitam inseminação intra-uterina.

Categoria V
Atividade NK elevada, determonada por dosagem de CD56+ e de CD19+5+. Estas pacientes necessitam de Imunização com Linfócitos Paternos (LIT) e/ou terapia pré concepcional com IgGIV. Os testes que definem esta categoria são:

A: imunofenótipo;
B: Teste de atividade NK;
C: Testes cutâneos para hormônios;
D: Anticorpos anti-hormonais e neurotransmissores;

Se você já teve duas ou mais perdas gestacionais ou falhas em programas de reprodução assistida (fertilização in vitro com transferência de embriões) você possivelmente apresenta alterações imunológicas que podem ser responsáveis pela infertilidade.

Você pode solicitar ao seu médico que a encaminhe para nossa clínica, ou você mesma pode entrar em contato por telefone ou e-mail (ricardo@barini.med.br). Para facilitar seu atendimento, recomendo que seu médico encaminhe um resumo de seu histórico com os exames que tiver disponível, ou que você mesma faça esse contato e nos envie cópia dos resultados de exames já realizados.

Analise bem as informações sobre o nosso Programa de Imunologia da Reprodução antes de nos procurar para avaliação e atendimento. E, se estiver em outro Estado, localize o mais próximo de você entre os médicos listados como referência.

Consultório Campinas-SP:
Rua Antonio Lapa 280 sala 305, Cambuí CEP 13025-240 Veja o mapaDownload PDF
Fone/fax: 19 3294 5807
Consultório São Paulo-SP:
Rua do Rocio 423 Cj.312, Vila Olímpia CEP 04552-000 Veja o mapaDownload PDF
Fone/fax: 11 3846 2409
®2010 Dr. Ricardo Barini - Todos os direitos reservados.
criação: guto lacaz - desenvolvimento: zinga / rota01