CRM 36322
ginecologia e obstetrícia
imunologia da reprodução
medicina fetal

voltar|questões mais frequentes

Como interpretar o Teste de Crossmatch (ou Prova Cruzada)?

O teste de crossmatch deve ser entendido de forma diferente para mulheres com aborto recorrente e para mulheres com infertilidade.

Nas mulheres com aborto habitual a falta de produção dos anticorpos bloqueadores significa que o casal tem um excesso de compatibilidade imunológica. Isto resulta em uma dificuldade em iniciar a resposta de adaptação à gravidez. Essa dificuldade pode ser corrigida pela imunização da mulher com leucócitos do seu companheiro.

Nos casais com falhas de implantação em reprodução assistida, o resultado do crossmatch negativo não significa uma patologia, mas é interpretado como um desequilíbrio na resposta imune em que a mulher estaria tendo uma resposta imune com tendência a agressão imune contra a unidade feto-placentária (Th 1) e não de aceitação da gravidez (Th 2).

Se você é portadora de infertilidade e não foi submetida a nenhum tratamento de reprodução assistida, não há porque se submeter a um teste de crossmatch. Nenhuma mulher terá crossmatch positivo antes de uma gravidez, salvo se tiver sido submetida a transfusões de sangue no passado.

O tratamento imunológico com imunização com leucócitos paternos tem como objetivo a produção de anticorpos bloqueadores que para a mulher com aborto recorrente irão permitir a manutenção da gravidez. Para a mulher com falhas de implantação em reprodução assistida o mesmo tratamento tem como objetivo o equilíbrio da resposta Th1-Th2 que favorece o processo de nidação ou implantação embrionária.

Ricardo Barini, 17.10.2006.

Consultório Campinas-SP:
Rua Antonio Lapa 280 sala 305, Cambuí CEP 13025-240 Veja o mapaDownload PDF
Fone/fax: 19 3294 5807
Consultório São Paulo-SP:
Rua do Rocio 423 Cj.312, Vila Olímpia CEP 04552-000 Veja o mapaDownload PDF
Fone/fax: 11 3846 2409
®2010 Dr. Ricardo Barini - Todos os direitos reservados.
criação: guto lacaz - desenvolvimento: zinga / rota01